segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Quero viver...

Pegando no texto da mensagem anterior, onde digo que "aqui estou prás curvas", bom estas não podem ser muito apertadas para não me despistar.
Fiz alguns exames de rotina para ver qual a evolução do problema que tive fez agora dois anos, e pelos vistos ou tenho que me queixar do mês de Fevereiro que tem sido o mês em que os problemas de saúde vêm ao de cima ou tenho que agradecer a S. Braz padroeiro da minha terra e que se festejou durante este fim-de-semana, pois segundo a médica que me consultou hoje só não tive outro AVC por "milagre", uma vez que as análises estavam com os valores bastante alterados em relação ao normal, para cima.
Para além de diabetes, agora comprovada e declarada definitivamente, colesterol alto, tensões altas, trigleceridos altos, enfim, pelos vistos (as palavras são minhas) só estou vivo por acaso.
Abusamos das comidas, sem pensarmos nas consequências futuras e uma vida altamente stressante devido ao facto de eu e minha esposa nos termos metido com a loja que só nos está a dar problemas, e por causa da qual assumimos compromissos que estão a ser difíceis de colmatar, pois ultimamente estas lojas de aldeia diminuiram bastante o seu movimento que já era pouco devido às grandes superfícies.
Nem podemos fechar porque temos que pagar as responsabilidades assumidas e com a loja aberta é demasiado desgastante em termos psicológios, uma vez que estamos aqui por vezes um dia inteiro sem fazer nada ou muito pouco.
As noites são passadas sem dormir a pensar como dar a volta à situação e pensar que temos duas crianças ainda pequenas que muito precisam de nós, pensamentos que nos passam pela cabeça de acabar com isto tudo, tudo isto vai fazendo o seu efeito.
E o pior é que não vemos solução para a situação. Os bancos só emprestam àqueles que muitas vezes nem precisam, cada vez são mais exigentes nas suas garantias, o governo só apoia os bancos como ultimamente se tem visto, e a crise vai-nos matando.
Começo a estar farto desta vida... mas quero viver!

8 comentários:

cristina matos disse...

Meu querido amigo,
Sei que é difícil encarar a fase difícil que estás a atravessar, quer em termos de saúde quer financeiramente...a vida às vezes prega-nos partidas e põe-nos à prova!...Mas nada de baixar os braços!!! Primeiro, cuida-te. Trata de baixar o colesterol, toma algo para te acalmar, tem cuidado com a alimentação, enfim, segue à risca o que o médico te indicou e tenta viver o mais calmo que puderes. Sem estares a 100% a nível de saúde, não terás capacidade para tratar do outro problema.
Tem força, meu amigo, vive um dia de cada vez. Às vezes, quando menos se espera, arranjamos uma solução e o negro dos dias passará a cinzento e depois encher-se-à de cor!
Espero vivamente (e sei que o vais conseguir), que ultrapasses essa fase má que estás vivendo e que possas sorrir novamente!!!!

Por isso, CORAGEM e que as forças do Universo estejam contigo!!!!

Beijos, vencedor, e...TUDO EM CIMA!

Joana Gonçalves disse...

Olá João M.C.Santos é o A.M.M.G(António Gonçalves) do reflexos é só para lhe mandar um abraço e tudo de bom,cuide dessa saude que o resto dos problemas resolvem-se por acrescimo,sei o quanto é complicado termos o nosso negociozito só para estarmos sossegados termos mais tempo para nós e para os nossos e para aquilo que gostamos e depois sai-nos o tiro pela culatra,querer honrar compromissos e sermos impotentes de o fazer é realmente complicado,não sei no que lhe poderei ser util...mas conte comigo,um abraço.

Chris disse...

A saúde é o principal.
Temos de cuidar dela a tempo inteiro.
Todos esses valores altos vão baixando ao mesmo tempo que a dieta vai entrando na rotina.
Sei do que falo! O meu marido também esteve nessa situação e hoje tem análises de 20 anos, embora a diabetes tivesse ficado para sempre.
Depois da saúde controlada irá aparecer uma solução para a loja.
Acreditar, ter fé e força, é o principal.
Os problemas vão resolver-se. Nada dura para sempre e de um momento para o outro aparece uma solução e tudo volta ao normal.
A imagem desses filhos que te preocupam será o teu ponto forte.
Pensa neles, nos seus rostos, nos seus olhos, recorda imagens de quando eram bebes.
Fortalece-te neles.
Espero dentro em pouco vir aqui ver uma nova mensagem, muito mais positiva.
Um beijo amigo!

Cristina Mestre

Ana simões disse...

Meu amigo João, nunca poderia imaginar que estivesses a passar por uma fase tão difícil, no outro dia ao comentar uma foto tua, fiquei a saber do teu AVC de à dois anos, fiquei feliz por te saber bem de saúde, e afinal...
Venho humildemente dar-te o meu apoio, sabes João SEI por experiência própria, que uma vida calma é o melhor remédio para esses valores elevados, sei do que falo, contudo também sei como é complicado deitar a cabeça na almofada e dormir, quando somos honrados e apenas queremos fazer face ás agruras da vida... também sei uma coisa João, nada mas mesmo nada dura para sempre, como diz o povo, não há mal que sempre dure... neste momento concentra-te na tua saúde, segue á risca os conselhos médicos, depois, capacita-te que quando queremos vencemos a nem sabemos onde vamos buscar a força e a determinação mas se nos empenhamos com afinco somos vencedores, seja qual for o obstáculo. Os teus filhos serão os teus alicerces, e irás vencer, por eles e por vós tu e tua esposa. Deus fecha-nos uma porta mas abre-nos uma janela... Não sei como, mas sei que irás vencer!!!
Se te digo isto, também é porque sei, já venci batalhas cruéis da minha vida que na altura em que as passei, pensava ser o fim, desejava o fim, mas nunca cruzei os braços, ergui meus ombros, e peguei a vida de caras, e venci, muitas vezes venci, e assim será sempre, pois a vida é dura para alguns,é uma conquista diária e,cada dia é uma vitória!!! Acredito que tu também vais vencer!!!! força meu amigo muita força, não baixes os braços, mantém a calma, a saúde em 1º sempre, em 1º!!! Depois, lutar e acreditar, por fim, não estar vivo, mas VIVER!!!!
SE eu de alguma forma poder ajudar...conta comigo.
Beijos com amizade.
Ana Simões

gabriel-news disse...

Amigo João.
Por certo não me exprimi bem no meu comentário no Reflexos.No entanto eu não vejo o mundo assim tão negro e teus filhos o iram ver se Deus quiser. Lembra-te das palavras "ama o teu próximo como a ti mesmo".
Tenta tratar da tua saúde o melhor possível para que todos ou alguns males que mencionas desapareçam ou os minimizes para te sentires mais forte e verás que ao te ajudares próprio a viver melhor terás mais força para ajudar os teus mais queridos. Todos os outros problemas se resolvem mais fácil e positivamente quando se sentimos bem.
Eu como sabes tive aos 37 anos o primeiro enfarto sei o que é isso que estas a passar.
Força homem.
Não leves a mal as minhas palavras pois quem esta de fora fala muito!

cristina matos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
cristina matos disse...

Olá amigo,
Passados que estão, alguns dias, espero que estejas mais animado e que as coisas agora não te parecem tão negras. Sei que tens familiares e amigos que te estão a dar força e, ter filhotes também é bom. Se por um lado, sofremos por eles, é por eles - e neles, que vamos buscar forças e coragem para seguirmos em frente....e seguir em frente é o caminho.

Vim visitar-te também, para te desejar um bom Domingo, muita coragem e que as forças do Universo estejam contigo.Sempre.
"May the force be with you"

Fica bem, amigo João
Beijos e...tudo em cima!

António Gallobar disse...

Olá amigo João,

Ultimamente tenho andado numa cruzada, num alerta constante antevendo (mas não querendo acreditar...) no que certos arautos da desgraça todos os dias martelam nas notícias e que só servem para aumentar ainda mais este estado de coisas. Temos que continuar a lutar todos os dias para que as coisas melhorem, e claro mal poderia sequer pensar que tu meu querido amigo estivesses com esses problemas agravados pela falta de saúde. Claro que sem haver saúde as questões financeiras não se resolverão, pelo que o mais importante e uma vez que existem dois filhos eles devem ser razão suficiente para que todos os sacrificios se façam para ultrapassares a actual situação de aperto geral. Recebe um grande abraço e estou certo que irás ultrapassar estes problemas para continuares a sorrir.

Um grande abraço

Antonio Gallobar