quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Raridades da fauna na Lagoa do Sume


Uma vez mais tenho que falar da lagoa do Sume.
Como é sabido por quem vai lendo os meus Posts frequentemente vou para a Lagoa do Sume fotografar. Desde coelhos a ratazanas, desde aves a borboletas, passando pelas libelinhas e libélulas até às aranhas.
Vem esta introdução a propósito de algumas fotografias que ali fiz em 22, 23, 26 e 27 de Agosto passado a umas libélulas da espécie Aeshna affinis, espécie essa que me chamou logo a atenção pelas suas cores e porque nunca as tinha visto com tais padrões.
Durante quatro dias fiz ali fotografias que fui comparando e procurando saber quantos exemplares por ali andariam.
Como sempre faço postei as fotografias no meu Blog Jóias da Natureza, para além de uma fotografia estar a ilustrar a contracapa do meu livro Jóias da Natureza - 2, publicado em Setembro e que está a ser comercializado pelo Bookstore da Editora Blurb.
Recebi hoje um e-mail do Sr. Albano Soares, reconhecido fotógrafo e colaborador do Centro para a Investigação da Biodiversidade (Cibio-Up), para o estudo da Ordem Odonata (Libélulas) no nosso Pais, nos quais este senhor me pedia que lhe "forneça os dados (Data e local o mais preciso possivel) deste importante avistamento, pois era muito bom para a compreensão da distribuição desta espécie e da Odonatologia em Geral..." e continua "estamos há já 3 anos a reorganizar uma base de dados nesse sentido e estas informações são de importância capital.". O que já fiz, dando-lhe inclusivamente as coordenadas, pois tal espécie como diz o Sr. Albano Soares "tem muito poucos dados em Portugal, e apenas três pontos no mapa, um dos quais é um registo feito por mim de uma fêmea em Salreu, Aveiro, e outro da autoria do fotografo Hugo Amador, de um acasalamento no Parque da Cidade do Porto."
Aqui uma vez mais se prova que o meu trabalho em defesa da Lagoa do Sume e da sua fauna através das minhas fotografias tem dado frutos e para aqueles que tentam denegrir o que tenho feito é mais uma machadada nos seus intentos.
Aliás esta já é a segunda vez que sou contactado por causa das minhas fotografias, pois ainda não foi há muito tempo que o Dr. Fernando Correia, Biólogo, Ilustrador, galardoado com vários prémios internacionais e autor de diversas obras, me solicitou a cedência de algumas fotografias feitas no Sume, para ilustrarem um livro/estudo que está a fazer sobre o Concelho da Mealhada.
Deixo-vos à consideração uma das fotografias desta espécie, a Aeshana affinis, um bonito macho.

1 comentário:

Zé Paulo disse...

Parabéns João. Esse é o reconhecimento e merito para o seu trabalho, que muita dedicação tem merecido, estou certo. Sobre o lago do Sume e o projecto que se tem falado, julgo que a preservação natural de, pelo menos de uma parte do lago, deveria ser pensada, de forma a constituir um pequeno parque temático, com postos de observação de aves e peixes, que poderia ser rentabilizado e promovido, nomeadamente pelas escolas do concelho, principalmente a da Antes, como é óbvio. Cada vez mais se assiste ao surgimento de parques biológicos, tendo a Antes essa potencialidade patente no lago do sume.
Fica a ideia, pode ser que alguém a aproveite.
Um Abraço.