sábado, 24 de julho de 2010

Se ao menos...



Se ao menos eu não visse a tua sombra
projectada nos passos que dou
se ao menos te pudesse tocar o cabelo
não estaria tão triste como estou.
Se ao menos ouvisse a tua voz
e te visse nem que fosse por um momento
Se ao menos este computador ganhasse vida
Ah! não sentiria todo este desalento.
Se ao menos as flores do meu jardim
Me sorrissem como tu sorris
Se ao menos sentisse o teu perfume
Pelo menos sentir-me-ia um pouco mais feliz.
Se ao menos eu pudesse olhar para o lado
E te visse aqui ao meu lado
Se ao menos te pudesse olhar os olhos
E dizer-te ternamente: fazes-me bem, obrigado!

1 comentário:

Ana Ribeiro disse...

simplesmente lindo este poema....
Beijinho
Ana