segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Comentários Cobardes do sr. Conhecido

Parque Urbano do Sume que o sr. Conhecido diz que eu não conheço. "Muito se engana quem cuida" como diz o ditado popular


Um qualquer parvalhão daqui da minha terra escondendo-se no anonimato veio tecer comentários mal intencionados e falsos num dos Posts existentes neste Blog, mais concretamente sobre a Lagoa do Sume e o Concurso de Pesca que ali se realizou.
Sobre este assunto devo dizer que quem se diverte com a vida de um animal seja da água ou da terra, não me merece grande consideração, pois sou contra à utilização de animais para diversão humana, principalmente quando isso pode pôr em risco a vida do animal.
E já agora acrescento que quando a parte da lagoa privada começou a secar, fui eu com o meu filho que lá fomos recolher os peixes para os colocar na Lagoa onde o sr. e outros Conhecidos passaram o dia a divertir-se. Pois é, não vi lá mais ninguém para salvar os animais que estavam a morrer sem água e com falta de oxigénio.
O sr. possivelmente é daquelas pessoas que "defendem" a tradição e os valores da sua terra, mas nada fazem por ela, a não ser destruir como muitos tem feito. Quanto ao que vai ser feito no Sume (requalificação) se eu fosse contra isso não teria apoiado o Sr. Benjamim, pessoa que muito respeito, reeleito como Presidente da Junta, não só através dos meus escritos aqui e no Jornal da Mealhada, como no terreno. Agora eu tenho direito a ter reservas (reservas que eu tenho dado a conhecer aos elementos da Junta, pessoalmente ou por escrito, mas sempre identificando-me e não anonimamente como o sr. Conhecido fez) sobre o que no futuro se irá passar em termos de procura do local pela fauna que visita a Lagoa e que eu tenho fotografado e dado a conhecer por "todo o Mundo" com as minhas fotografias. Se a Antes hoje é conhecida a nível "global" através do Google Earth e do Panorâmio deve-se TAMBÉM ao meu trabalho fotográfico.
Ponto final. Parágrafo.

Sobre um comentário que deixou no mesmo Post e que nada tinha a ver com o assunto, só vou dizer ao Sr. Cobarde Conhecido que eu não "dei cabo", como o sr. Conhecido diz, do mini-mercado da minha mãe (Loja da Ti Mabília), mas sim resolvi encerrá-lo definitivamente, pelas razões que eu e a minha família, incluindo a minha mãe, entendemos, porque ainda na nossa casa mandamos nós, coisa que talvez não aconteça com esse Cobarde que se esconde no anonimato para vir tecer considerações que a sua mente tacanha e mal intencionada não consegue perceber...

PS: Eu apaguei os seus comentários porque como ANÓNIMOS (e insultuosos) que eram não merecem estar a conspurcar o que escrevo...
Já agora deixo uma informação: uma das virtudes de um fotógrafo de natureza é a paciência, e eu andei durante um ano para fotografar o Pica-peixe no Sume e consegui fazê-lo. Isto para dizer que talvez demore, mas irei descobrir a identidade do Sr. Conhecido, isso garanto eu, e depois particular ou publicamente as suas acusações irão ter a resposta que merece. Aliás pela pesquisa que estou a fazer no momento em que escrevo o Post Scriptum deste Post já alguns nomes me foram apresentados. É só esperar e isso eu sei fazer!

2 comentários:

Zé Paulo disse...

Caro João, o projecto existe há vários anos, desde a altura da construção da A1, tendo nessa época as máquinas da empresa construtora construido o lago que actualmente existe em troca de água para a obra. Houve inclusivamente alguns proprietários que ofereceram o terreno de alagadiço que possuiam nessa zona, no entanto o promotor da altura - a Junta de Freguesia, esbarrou com a existência de captações de água do sume para outros lados, o que dificultou as coisas. Penso que só peca por tardia a execução do projecto, no entanto, na minha modesta opinião, o parque de merendas deveria estar na zona Poente, usando o choupal. Quanto ao resto, ignore, porque a sua vida pessoal, só a si lhe diz respeito, os que o condenam por fechar a loja, se calhar foram os primeiros a deixar de lá ir comprar para ir ao Intermarché, ou Lidl assim que estes abriram as portas, descapitalizando o comércio tradicional. Quem ama a sua terra, procura enriquecê-la com ideias e com obras, independentemente das cores políticas, que aliás defendo que deveriam deixar de existir nas Assembleias de Freguesia. Em aldeias tão pequenas como a Antes, fáz mais sentido as listas de moradores do que de políticos. Em tempos, também participei em campanhas eleitorais, tendo sido perseguido dentro da minha própria terra, quando distribuia panfletos pelas caixas de correio. O ridículo da situação, levou-me a desistir da vontade de continuar a fazer alguma coisa pela terra. A minha última actividade, enquanto morador (de que muito me orgulho), foi em 1997, quando iniciei uma campanha de recolha de fundos e bens de consumo para apoio às vitimas das cheias no Alentejo, tendo nessa altura tido a colaboração de um grupo de jovens que consegui reunir e que deram uma preciosa colaboração, bem como o apoio do Grupo Sócio-caritativo e do Aviário Pinto d'Ouro (2 carrinhas de transporte de bens para a C. Vermelha de Coimbra).
A população da Antes mostrou a sua força e a sua solidariedade, pois praticamente não houve ninguém que não ajudasse. No entanto há sempre quem critique, quanto mais não seja pelo facto da força dos outros lhes revelarem as suas fraquezas.
Não se deixe afectar por esses comentários, continue com o excelente trabalho que tem feito e que eu, como muitos outros pelo mundo fora, muito apreciamos.

João MaC Santos disse...

Obrigado Zé Paulo pelas suas palavras.